terça-feira, 10 de abril de 2012

Pensando na vida...

Esses meus dias têm sido um tanto difíceis...
Mas estou bem, tenho saúde, emprego, família e acima de tudo muita fé em Deus.

Eu tenho aprendido a viver só, coisa que não gosto muito, mas as circunstâncias da vida me tem levado a isso. Eu aprendi que muitas vezes é melhor está só que mal acompanhada.

As vezes olho a minha volta e fico observando minhas amigas, são tantos os problemas familiares... E fico me perguntando: será que isso acontecerá na minha vida também? Eu não desejo ter uma vida familiar como a das minhas amigas.

Eu sei que não existe perfeição em relacionamentos, mas eu peço sempre a Deus que eu tenha um relacionamento harmônico, onde Deus seja a base de nosso amor. Eu sou uma pessoa carinhosa e muito sensível, por vezes explosiva, mas essa explosão é pura defesa mesmo... Geralmente sou bem tranquila e compreensiva. Eu penso sempre na vida, nas várias possibilidades que ela me oferece todos os dias, as vezes boas, as vezes más, contudo, as oportunidades estão aí batendo em nossa porta, o que nos resta é saber qual o melhor caminho a seguir.

Sou grata a Deus por estar me guiando todos esses anos, Ele é meu condutor fiel, nunca me abandona e tem uma tremenda paciência... As misericórdias do Senhor é a causa de não sermos consumidos. Louvo a Deus todos os dias, porque eu sinto sua misericórdia me abraçando a cada instante da minha vida. Obrigada Deus!

Shalom Adonai!

2 comentários:

Anônimo disse...

É natural que em todas as nossas atividades tenhamos um propósito que nos mova para o alvo. Mais você já percebeu que quando os fins não estão bem definidos, a execução dos meios não traz realização de alegria. É o que ocorre com o namoro também! Se o nosso namoro não está embuído de um propósito correto diante de si, a prática do relacionamento a dois, há de sofrer as conseqüências. Em Romanos, quando Paulo trata da questão de um irmão escandalizar o outro, ele diz que: se alguém fizer alguma coisa tendo dúvidas, ele é condenado por isso, pois o que fez não veio da fé, veio da dúvida, e tudo o que não provém de fé, é pecado. Portanto para um namoro ser abençoado por Deus precisa ter um propósito específico e este propósito deve ser o compromisso, para com ele se chegar ao casamento. Pode até ser que o namoro não chegue ao casamento, mas o casal começou o namoro de modo correto, pensou demodo correto, fez tudo por fé e não por dúvida e de qualquer jeito. Para um namoro ser abençoado por Deus, é necessária a consciência de “compromisso” e “fidelidade”, amor que é regado pela fé, de pessoas que não querem pecar e desagradar a Deus!

°✿° FátimaFraga disse...

Sábias palavras, o problema é encontrarmos pessoas que pensem assim também... Essa tem sido uma grande dificuldade nos últimos tempos. Mas eu tenho a esperança que Deus tem reservado algo especial para minha vida. Quem é mais compromissada está aqui...kkk... Amo ter compromisso e zelar por ele, sou muito dedicada quando abraço uma causa.

Obrigada pelo comentário. Que Deus abençoe. Abraços!